Vitamina D é tema da palestra no penúltimo dia do 53° CBPC/ML

- 26/09/2019

No penúltimo dia do Congresso, a palestra “Vitamina D: ciência ou modismo” contou com a apresentação do médico patologista clínico e endocrinologista, Marcelo Cidade Batista, que comentou sobre o 25OHD, considerado o melhor marcador da deficiência de vitamina D.  

Apesar da padronização implementada pelo VDSP, existe grande variação entre os diferentes ensaios de 25OHD. As fontes de variação incluem o tipo de amostra, interferentes pré-analíticos, inexatidão e imprecisão analítica, efeito matriz e detecção variável da 25OHD. O limite de corte de 20 ou 30 ng/ml foi definido principalmente com o RIA manual Diasorin, ensaio não padronizado ou equivalente aos métodos atuais, e por isso, não pode ser aplicável a todos os ensaios. Os valores do teste quantitativo para a análise da 25-hidroxivitamina D total no soro são: acima de 20 ng/mL é o nível desejado para a população saudável até 60 anos.  30 – 60 ng/mL é o nível recomendado para grupos de risco, incluindo idosos, gestantes, lactantes, pacientes com histórico de quedas e fraturas, osteoporose primária ou secundária, raquitismo/osteomalácia, hiperparatireoidismo, doenças inflamatórias ou autoimunes, doença renal crônica e síndrome de má-absorção (clínica ou cirúrgica). Acima de 100 ng/mL, risco de toxicidade e hipercalcemia.

Miguel Madeira, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, falou sobre a importância da vitamina D para o tratamento da perda de massa óssea. “A principal fonte de vitamina D é a exposição solar, de 20 a 30 minutos, 3 vezes por semana, no horário de 10h às 15h”, comenta. Este procedimento é 2 vezes mais eficiente do que a vitamina D ingerida e equivale à ingestão de 10.000 a 25.000 UI. O grupo de maior risco para deficiência de vitamina D são: gestantes e lactantes, idosos acima de 60 anos, portadores de doença renal crônica, indivíduos com restrições à exposição solar e fraturas ou quedas recorrentes.


Outras Notícias

Clima de descontração marca a cerimônia de encerramento do 53º CBPC/ML

Congressistas foram convidados a planejar ida ao 54º CBPC/ML, que acontecerá em São Paulo

Arboviroses no centro de discussões da última conferência magna do 53º CBPC/ML

A conferência magna do penúltimo dia do 53º CBPC/ML foi conduzida pelo Prof. Pedro Vasconcelos

Iniciativa inédita coloca diversidade de gênero em debate no 53º CBPC/ML

Divulgação de posicionamento da SBPC/ML em parceria com a SBEM e o CBR incentivou debate

Participantes discutem os desafios da urianálise durante Encontro com Especialista

Atividade abriu o penúltimo dia do 53º CBPC/ML

Os riscos da intoxicação por monóxido de carbono em mesa redonda

Especialistas debatem dificuldades no diagnóstico desse problema relativamente comum

Temas livres premiados

Entrega de certificados na cerimônia de encerramento

Espermograma e exames complementares apontam causa da infertilidade

Varicocele, hipertensão, uso de drogas e tabagismo estão entre os fatores que podem causar o problema

Crescente uso de opioides é debatido em mesa redonda

Especialistas abordam diferenças entre substâncias derivadas do ópio e suas particularidades laboratoriais

Conferência magna faz jus ao tema do 53º CBPC/ML “Fazendo o Futuro Acontecer”

Atividade conduzida pela cientista Lívia Eberlin foi destaque do segundo dia de atividades

Avanços na oncogenética motivam debate no 53º CBPC/ML

Especialistas debatem histórico da área e as novidades em testes genéticos

As tendências da medicina laboratorial

Atividade do 53º CBPC/ML abordou a tecnologia como oportunidade de criar novos modelos de negócios

Cerimônia de abertura do 53º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial encerra o primeiro dia de evento

Com auditório cheio, dirigentes e parceiros do evento fazem, seguidos por emocionante apresentação da Orquestra Maré do Amanhã

Desafios da gestão de risco e segurança do paciente

Antecipação aos riscos e conscientização dos profissionais geram resultados positivos

Fórum de Benchmarking de Indicadores Laboratoriais

53°CBPC/ML promove discussão sobre o uso de indicadores para maximizar a decisão na busca de excelência baseada em informação e dados.

Infarto: Especialistas discutem diferentes visões de uma das principais causas de morte do mundo

Medicina personalizada: nova abordagem clínica

Inovação auxilia o tratamento médico baseado nas características de cada paciente

Overuse x Underuse dos exames laboratoriais

A solicitação adequada dos testes foi tema de atividade no 53º CBPC/ML

Testes laboratoriais podem empoderar o paciente e reduzir os custos do sistema de assistência à saúde

A necessidade de regulamentação e aplicação adequada foram discutidas em mesa-redonda no primeiro dia de atividades do 53º CBPC/ML

Especialistas discutem alterações nas funções da tireoide

Mesa redonda traz três pontos de vista para abordar problemas crônicos na glândula