Testes laboratoriais podem empoderar o paciente e reduzir os custos do sistema de assistência à saúde

- 25/09/2019

Uma das atividades que abriu o 53º CBPC/ML foi a mesa redonda “Avaliação crítica dos Testes laboratoriais Remotos – POCT”. As aplicações desse tipo de exame foram abordadas pela ex-presidente da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, Paula Távora. 

Segundo a especialista, nos Estados Unidos, os testes laboratoriais remotos já representam 23,2% do mercado de medicina diagnóstica. Enquanto no Brasil, ainda ocupam apenas 0,5%. “A disponibilidade deste tipo de testes no nosso país ainda é pequena. Mas é incontestável a tendência mundial”. 

Uma das aplicações mais efetivas dos POCT, foi constatada após as ocorrências do rompimento das barragens de Mariana e de Brumadinho, quando os foram fundamentais para auxiliar na identificação dos surtos de dengue na região metropolitana de Belo Horizonte. 

Távora reforça que não se trata de um mercado varejista. Além disso, a regulação, a segurança e a qualidade são fundamentais para atingir o objetivo final, de oferecer uma atenção primária adequada. “Os testes laboratoriais remotos representam o empoderamento do paciente e a democratização do conhecimento”. 

Fábio Lima Sodre, presidente regional da SBPC/ML na Bahia, abordou o ponto de vista de custos dos POCT. Sua apresentação explorou a diferença entre os conceitos contábeis de custo, despesa, investimento e gasto. 

Em suas considerações, Sodré constatou que, em sua maioria, os POCT terão um custo mais alto do que os exames realizados em laboratórios centrais. “É necessário ter uma visão mais ampla. Comparar apenas custos de materiais é equivocado”, afirmou. 

O especialista apresentou alguns dados da literatura internacional que confirmam os benefícios financeiros dos POCT, quando aplicados corretamente. Segundo ele, a glicemia de uso doméstico e de uso hospitalar, reduzem as chances de episódios de hiper ou hipoglicemia, diminuindo o número de mortes e hospitalizações. “Mesmo quando o paciente acaba hospitalizado, o custo da internação e do tratamento acaba sendo 80% menor”, explicou. Na Inglaterra, a economia observada na internação com uso de glicemia hospitalar chegou a 800 pounds (moeda inglesa) por paciente. 

A conclusão de Sodré alertou para o fato de que a introdução dos testes laboratoriais remotos sem critérios, tende a aumentar o desperdício no sistema de assistência à saúde. 

Adriana Caschera Leme, coordenadora técnica do Hospital Albert Einstein, contribuiu na atividade trazendo o panorama sobre a conectividade dos POCT. Segundo ela, um sistema de gestão adequado deve atender pré-requisitos como o cumprimento de legislação, indicadores de qualidade, controle de fluxo, consumo e atividades, rastreabilidade de processos, dentre outros.

Outras Notícias

Clima de descontração marca a cerimônia de encerramento do 53º CBPC/ML

Congressistas foram convidados a planejar ida ao 54º CBPC/ML, que acontecerá em São Paulo

Arboviroses no centro de discussões da última conferência magna do 53º CBPC/ML

A conferência magna do penúltimo dia do 53º CBPC/ML foi conduzida pelo Prof. Pedro Vasconcelos

Iniciativa inédita coloca diversidade de gênero em debate no 53º CBPC/ML

Divulgação de posicionamento da SBPC/ML em parceria com a SBEM e o CBR incentivou debate

Vitamina D é tema da palestra no penúltimo dia do 53° CBPC/ML

Participantes discutem os desafios da urianálise durante Encontro com Especialista

Atividade abriu o penúltimo dia do 53º CBPC/ML

Os riscos da intoxicação por monóxido de carbono em mesa redonda

Especialistas debatem dificuldades no diagnóstico desse problema relativamente comum

Temas livres premiados

Entrega de certificados na cerimônia de encerramento

Espermograma e exames complementares apontam causa da infertilidade

Varicocele, hipertensão, uso de drogas e tabagismo estão entre os fatores que podem causar o problema

Crescente uso de opioides é debatido em mesa redonda

Especialistas abordam diferenças entre substâncias derivadas do ópio e suas particularidades laboratoriais

Conferência magna faz jus ao tema do 53º CBPC/ML “Fazendo o Futuro Acontecer”

Atividade conduzida pela cientista Lívia Eberlin foi destaque do segundo dia de atividades

Avanços na oncogenética motivam debate no 53º CBPC/ML

Especialistas debatem histórico da área e as novidades em testes genéticos

As tendências da medicina laboratorial

Atividade do 53º CBPC/ML abordou a tecnologia como oportunidade de criar novos modelos de negócios

Cerimônia de abertura do 53º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial encerra o primeiro dia de evento

Com auditório cheio, dirigentes e parceiros do evento fazem, seguidos por emocionante apresentação da Orquestra Maré do Amanhã

Desafios da gestão de risco e segurança do paciente

Antecipação aos riscos e conscientização dos profissionais geram resultados positivos

Fórum de Benchmarking de Indicadores Laboratoriais

53°CBPC/ML promove discussão sobre o uso de indicadores para maximizar a decisão na busca de excelência baseada em informação e dados.

Infarto: Especialistas discutem diferentes visões de uma das principais causas de morte do mundo

Medicina personalizada: nova abordagem clínica

Inovação auxilia o tratamento médico baseado nas características de cada paciente

Overuse x Underuse dos exames laboratoriais

A solicitação adequada dos testes foi tema de atividade no 53º CBPC/ML

Especialistas discutem alterações nas funções da tireoide

Mesa redonda traz três pontos de vista para abordar problemas crônicos na glândula